domingo, 20 de fevereiro de 2011

Anjo Disfarçado


Um cão não julga os outros por sua cor, credo ou classe, mas por quem são por dentro. Um cão não se importa se você é rico ou pobre, educado ou analfabeto, inteligente ou burro. Se você lhe der seu coração, ele lhe dará o dele. ''Marley&Eu''

Só quem tem sabe. Só quem sente entende de onde vem todo esse amor e toda essa cumplicidade. Porque simplesmente não tem como não amar um ser tão simples e lindo, que transborda fidelidade e carinho. Que dão lambidas quando te vê chorando e abana o rabinho quando te pede beijinhos. Que sai pulando quando te vê chegando e sai correndo quando se vê aprontando. Como alguém não pode gostar de um ser que faz brotar como flor, um sorriso em uma criança, só por correr e olhar em sua direção? Como alguém não pode amar um ser que mostra tanta devoção e inocência em um único olhar? É como amar um anjo disfarçado, cuidar de um inocente de alma pura, que mesmo quando você erra na mesma hora ele perdoa, como se soubesse ao pé da letra o sentido dessa palavra. Como não proteger um ser que mesmo não falando sua língua e não andando sobre duas pernas te entende como se fosse seu melhor amigo? Seria mais fácil pra mim, colocar o mar em uma vasilha, do que não me ajoelhar e abraçar esse ser. Seria mais fácil pra mim, colocar toda a areia da terra em um copo, do que rejeitar esse ser. Seria mais fácil colocar um raio em uma garrafa do que não aprender o que é fidelidade com um cão.

Kaline Araújo

24 comentários:

  1. Oi Kaline, sempre passo aqui pelo seu blog. No meu caso não comento muito por falta de tempo, sempre passo rápido? Mas porque vc não consegue comentar no meu??

    Beijos, flor...

    ResponderExcluir
  2. ohh gostei*

    infelizmente fiquei sem o meu cão :(
    mas sei bem. ainda não vi esse filme :S

    ResponderExcluir
  3. Gostei do texto.
    Quem derá se fossemos tão fiéis como os cães.
    Não vi o filme ainda,mas vou assistir xD
    Beijos e uma otima semana
    .............................
    RIMAS DO PRETO

    ResponderExcluir
  4. Lindo texto
    Eu sou apaixonadaa por José Robert(meu poodle rs)
    O Filme é belissimo !
    Enfim passei e fiquei sigo-te !

    ResponderExcluir
  5. Ah, sou suspeita pra comentar.
    Por vezes acho que dou mais valor aos meus bichinhos que à um ser humano...
    Talvez por esta questão da fidelidade.. do amor incondicional que eles nos demonstram ..

    Me comovem fácil..

    beijooos

    ResponderExcluir
  6. concordo... por experiencia propria!


    :)



    Um beijo

    ResponderExcluir
  7. Eu sempre morri de vontade de ter um cão. Mas sempre morei em apartamento então, nunca tive essa oportunidade de ver tudo isso que vc escreveu de perto, mas um dia eu quero ter.
    Beijos Kaline.

    ResponderExcluir
  8. Ah lindo post!
    Que lindo esse livro&filme.

    Um amor puro esse.

    Minha querida estava com saudades desse cantinho.
    Tenha uma linda semana!
    Bjs & abraços!

    ResponderExcluir
  9. Ah eu li, e assisti, lindo mesmo ^^

    só não tenho um ...sempre tivee, mais mamãe num deixa =/

    ainda vou ter, kkkkkk


    pura verdade =]

    ResponderExcluir
  10. Olá Kaline!
    Amor é busca e dádiva, encontro, fusão. É loucura, beleza, deus poderoso, feitiço. Amor do corpo e da alma, ter e não ter, ascensão da alma até a contemplação do ideal e do eterno. Segundo Shakespeare, “o amor que se procura é bom, mas o que se recebe é melhor”.

    O amor não é egoísta, pode ser distribuído em forma de caridade. Amar é belo, amar a natureza, as flores, os peixes e os animais, o vento e as montanhas, os rios e os jardins. Amar é acompanhar a vida, a essência rara da existência. É ter Deus no coração e sentimento de grandeza. Amor, virtude sublime, energia que leva às conquistas e à criação.

    Adorei vê-la ontem em meu blog, obrigado!

    Bjos,

    Edward de Souza

    ResponderExcluir
  11. Nossa, descreveu perfeitamente esses serezinhos adoráveis, que são os cães... lindo texto.
    Te vi no blog da Paty e afinal, o texto é de quem? rs
    Beijos.

    ResponderExcluir
  12. Amo cães...Amei tudo...E quero agradecer teu carinho no meu cantinho, minha amiga...

    ResponderExcluir
  13. Ooii.. florziinha,
    desculpa não ter dado os crédito,
    é que achei bonito, comecei a postar, e tive um contratempo, e depois q voltei, não lembrava seeu nomee..
    mas ja ta lá om os devidos créditoos..
    lindo texto, ameei!!

    Beijooos,
    seu blog taa lindo!!

    ResponderExcluir
  14. o que seria de mim sem minhas duuuas cachorrinhas *-*

    Lindo.

    ResponderExcluir
  15. Oi Kaline, se puder, dê uma passadinha pelo meu blog para ler a série que começo a contar hoje sobre os bastidores da TV Globo, onde trabalhei e gravei, inclusive, o Jornal Nacional. Sua opinião é importante para mim.

    Obrigado, amiga!

    Bjos,

    Edward de Souza

    ResponderExcluir
  16. Ah Kaline que bom saber disso!
    Espero que continue se identificando assim com o meu cantinho.

    Bjs & abraços!

    ResponderExcluir
  17. Acho que perco tempo dizendo aqui. Eu sempre digo a mesma coisa: incrível! Perfeito! Delirante! Entusiasmante! acho que vou parar de comentar... daqui a poco nem vo ter coragem de comentar algo que não setem palavras belas o bastante pra caracterizar o que escreve!

    ResponderExcluir
  18. que liiindo o Texto Kaline! ameei! *-*
    (:

    ResponderExcluir
  19. aaah, tem selinhos pra você lá no blog!
    ;D

    ♥ beeijos

    ResponderExcluir
  20. Kaline minha flor, obrigada pelas visitas.
    é sempre bom ve-la em meu cantinho.

    Linda noite pra ti!
    Bjs & abraços!

    ResponderExcluir
  21. Selinho pra você no meu cantinho ♥

    http://ruuhlindinha.blogspot.com/2011/02/com-muito-carinho.html

    Beijinhoos linda

    ResponderExcluir
  22. Teu blog tá bombando amiga!! Parabéns!!!!

    ResponderExcluir
  23. Olá Kaline!
    Basta desatar os nós da sexta-feira que o sábado chega, ligeiro e malandro, um sabadão supimpa com opções para todos os gostos: amorenar na praia, velejar, praticar esportes, curtir o amor, passear no parque, beber água de coco, saborear um churrasco ou uma feijoada, olhar as vitrines nas lojas, escolher o espetáculo entre cinema e teatro ou rumar para a balada quente da madrugada, beijar o sol da manhã, sorrir para as estrelas e se encantar com o luar...

    Um bom final de semana.

    Bjos...

    Edward de Souza

    ResponderExcluir