segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Um encontro de olhares basta...


Eu não quero que você seja meu o tempo todo, só quero deitar em teu ombro e sentir a batida do seu coração.
Eu não quero milhares de beijos, só quero poder acordar sabendo que você me ligou porque precisava ouvir minha voz.
Eu não quero ser o centro do seu mundo, só quero ver um brilho nos seus olhos quando você me olha.
Eu não quero que você fique comigo o tempo todo, só quero poder adormecer ao seu lado ao som da chuva.
Eu não quero saber tudo sobre você, só quero poder saber que você nunca vai embora.
Só quero poder saber que quando eu acordar no meio de uma tempestade, você vai estar comigo pra me acalmar e abraçar.
Eu não quero infinitas carícias, só quero um beijo suave na testa.
Eu não quero que você me dê uma estrela do céu, basta se deitar embaixo delas comigo pra sentir e escutar a nossa respiração.
Eu não quero um pedaço do céu,  porque quero saber que já tenho você.
Eu não quero que você fique me olhando o tempo todo, só quero poder sentir você brincar com meu cabelo, te ouvindo sussurrar no meu ouvido que sou sua pequena linda.
Eu não quero um buquê de rosas, só quero um pedaço de papel dizendo que você sente saudades.
Eu não quero precisar chamar a sua atenção, só quero poder ter um cantinho guardado no seu coração.
Eu não quero vários presentes, só quero que você me empreste seu velho moletom em uma manha fria de outono.
Eu não quero que você vá me buscar todo dia no colégio, só quero saber que você queria muito me ver em um dia qualquer.
Eu não quero que você me chame sempre para ir ao cinema, só quero que em uma noite qualquer, você aperte minha mão enquanto assistimos a um filme na sala da sua casa
Eu não quero que você me escreva mil textos, só quero ver a inicial do meu nome escrita de caneta no seu pulso durante uma aula de biologia.
Eu não preciso que você diga ao mundo que me ama incondicionalmente, só quero poder sentir esse sentimento em um abraço seu no fim da tarde.
Eu não quero que você me leve para viajar para um lugar caro e distante, só quero poder ir com você até a varanda da sua casa pra te ouvir contar suas travessuras quando criança.
Eu não quero sair toda hora com você na rua, só quero estar distraída na calçada e levar um susto por você estar parado atrás de mim, me esperando.
Eu não quero poesias dedicadas a mim, só quero que em um dia de verão qualquer você me olhe nos olhos e diga que a melhor parte do seu dia é quando você está comigo.
Eu não quero uma grande prova de amor, só quero os mínimos detalhes dele.



8 comentários:

  1. aí que lindo, a simplicidade das coisas são as essenciais!!!
    Já to participando da comu!
    beijo

    ResponderExcluir
  2. é pecado. mas sinto inveja. ciúmes desse seu texto. Queria escrever assim. " Quando eu crescer eu quero ser q nem a kaly"

    ResponderExcluir
  3. ééé Perfeitoo
    como vc kaline Perfeita

    ResponderExcluir
  4. O seu também está lindo.
    Muito fofo por sinal.
    Tô seguindo, ok?
    Beeeijins (:

    ResponderExcluir
  5. Olá, Kaline...
    Você revela muito encanto ao escrever. Graça e suavidade são seus companheiros...
    É sempre muito bom vir aqui e me acalmar neste blog de paz...
    Um beijão e conte sempre comigo.
    EDU

    ResponderExcluir
  6. Eu jah disse q gostei, mas se vc nao lembra eu repito:
    LINDO!!!!!

    adoro vc

    ResponderExcluir